dezembro 9, 2022

Libra

Informações sobre Brazil. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Journaloleme

Rússia planeja apreender os ativos de empresas ocidentais que se retiram | Rússia

A Rússia elaborou planos para confiscar os ativos de empresas ocidentais que deixam o país, enquanto o Kremlin resiste a sanções abrangentes e ao êxodo corporativo internacional desde a invasão da Ucrânia.

A medida foi anunciada depois que uma série de empresas globais disse que suspenderia suas operações na Rússia nesta semana. Incluindo McDonald’s, Coca-Cola e PepsiO Ministério da Economia do país disse que poderia assumir o controle temporário de deixar as empresas, já que a propriedade estrangeira excede 25%.

Falando por meio de um link de vídeo com membros de seu gabinete na quinta-feira, Vladimir Putin disse que o Kremlin pode encontrar maneiras legalmente viáveis ​​de confiscar empresas internacionais. Putin disse que o governo pressionará pela “introdução de uma administração externa e depois a transferência dessas empresas para aqueles que realmente querem trabalhar”. “Existem ferramentas legais e de mercado suficientes para isso.”

Mikhail Mishustin, primeiro-ministro da Rússia, disse que, embora a maioria das empresas tenha suspendido temporariamente as operações, a situação será monitorada de perto e as medidas para “entrar em um gerenciamento externo” podem ser usadas.

A medida ocorre quando os governos ocidentais buscam pressionar Putin ao máximo após a invasão da Ucrânia por meio da declaração Restrições estritas às importações de petróleo e gás russos Além de sanções financeiras e Congelar os bens da eminente oligarquia.

Além das sanções oficiais, as grandes empresas ocidentais e Marcas notáveis ​​tomaram medidas para sair completamente do país ou suspender as operações Em resposta à invasão, incluindo Starbucks e McDonald’s. Shell anunciou seus planos de se retirar do petróleo e gás russosA BP disse que deixaria suas participações em grandes projetos, enquanto a Unilever disse que interromperia as importações e exportações para o país.

READ  Paquistão parece mar após inundações, diz primeiro-ministro, com mais 18 mortos

Burger King anunciado na quinta-feira Suspenderá todo o seu apoio institucional ao mercado russo, incluindo operações, marketing e cadeia de suprimentos. A empresa não opera restaurantes diretamente no país, sendo a marca operada por parceiros de franquia locais.

Resumindo a resposta do Kremlin ao seu crescente isolamento internacional, o ex-presidente russo Dmitry Medvedev disse que está usando uma “resposta consistente” às ​​sanções impostas pelo Ocidente, “incluindo a expropriação e possível nacionalização de ativos estrangeiros”.

“O mesmo se aplica à recusa de empresas estrangeiras a trabalhar em nosso país”, escreveu ele em um post na rede social VKontakte, acusando as empresas ocidentais que deixam o país de serem “estúpidas por dançar ao som de Washington e Bruxelas”.

Ele disse que Moscou responderá “basicamente e duramente” às saídas, acrescentando: “Quaisquer que sejam as razões para a migração em massa, as empresas estrangeiras devem entender que não será fácil retornar ao nosso mercado”.

A Rússia anunciou na quinta-feira planos destinados a pressionar o Ocidente por meio de sanções econômicas, inclusive por meio de proibição de exportação Em madeira, dispositivos eletrônicos e comunicações.

Moscou também aprovou leis para apreender US$ 10 bilhões (£ 7,6 bilhões) em aeronaves alugadas à Aeroflot e outras companhias aéreas russas por organizações ocidentais.

Isso ocorre quando a Rússia está perto de dar calote na dívida do governo, com as agências de classificação alertando sobre um fracasso “iminente” em um movimento que pode levar a perdas financeiras para os detentores de títulos soberanos russos.

A economista-chefe do Banco Mundial, Carmen Reinhart, disse na quinta-feira que tanto a Rússia quanto a Bielorrússia eram “quadrados na região hipotética” em entrevista à Reuters. A Fitch rebaixou o rating soberano da Rússia para “lixo” no início desta semana, alertando que o governo está cada vez mais propenso a recuar em seus compromissos de pagamento.

READ  Fronteira polonesa: Estranhos deixam carrinhos de bebê, assentos de carro, casacos de inverno e brinquedos para refugiados ucranianos

A Rússia deve fazer pagamentos de cerca de US$ 117 milhões em empréstimos do governo em dólares americanos na quarta-feira da próxima semana. No entanto, dúvidas foram levantadas sobre se os pagamentos de cupons ocorrerão em meio a sanções ocidentais ao Banco Central da Rússia e credores comerciais, bem como medidas de retaliação anunciadas por Moscou.

Reinhart disse que o impacto no sistema financeiro global até agora tem sido limitado, embora tenha alertado que podem surgir riscos. Europa. Cerca de metade dos títulos internacionais da Rússia são de propriedade de investidores estrangeiros. Os bancos estrangeiros têm exposições de mais de US$ 121 bilhões na Rússia, e grande parte disso está concentrada entre os credores europeus, segundo dados do Bank for International Settlements.

“Estou preocupado com o que não vejo”, disse Reinhart. “As instituições financeiras são bem capitalizadas, mas os balanços são muitas vezes opacos… Há uma questão de inadimplência do setor privado russo. Não se pode ser complacente.”