junho 29, 2022

Libra

Informações sobre Brazil. Selecione os assuntos que você deseja saber mais sobre no Journaloleme

Ucrânia dá passo hesitante em direção à adesão à UE enquanto batalhas no Donbass atingem ‘clímax assustador’

Ucrânia dá passo hesitante em direção à adesão à UE enquanto batalhas no Donbass atingem 'clímax assustador'
  • Zelensky pede que Ocidente acelere entrega de armas pesadas
  • Líderes da UE iniciam processo de adesão da Ucrânia
  • A Batalha das Cidades Gêmeas de Donbass atinge um estágio crítico

Kyiv (Reuters) – A Ucrânia será aceita como candidata à União Europeia nesta quinta-feira, em uma medida que elevará o moral do país, já que a batalha com as forças russas em duas cidades do leste atingiu o que uma autoridade chamou de “clímax feroz”.

Embora a aprovação do pedido do governo de Kyiv pelos líderes da União Europeia reunidos em Bruxelas seja apenas o começo do que acontecerá por muitos anos, sinaliza uma enorme mudança geopolítica que perturbará a Rússia enquanto luta para impor sua vontade à Ucrânia.

Sexta-feira marca quatro meses desde que o presidente russo Vladimir Putin enviou tropas através da fronteira no que ele chama de “operação militar especial” necessária em parte pela invasão ocidental no que a Rússia vê como sua esfera de influência.

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

O conflito, que o Ocidente considera uma guerra de agressão injustificada da Rússia, matou milhares, deslocou milhões e destruiu cidades, além de suas repercussões na maior parte do mundo, à medida que as exportações de alimentos e energia foram reduzidas.

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky pediu aos aliados de seu país que acelerem os envios de armas pesadas para se igualar à Rússia no campo de batalha.

“Devemos libertar nossa terra e alcançar a vitória, mas mais rapidamente, mais rapidamente”, disse Zelensky em um discurso em vídeo na quinta-feira.

Ele disse que os ataques aéreos e de artilharia maciços de Moscou visavam destruir toda a região de Donbass.

READ  Primeira-dama da Ucrânia, Olena Zelenska, detalha as perdas de guerra de sua família

A Rússia concentrou sua campanha no sul e no leste da Ucrânia depois que a resistência ucraniana frustrou seu avanço na capital, Kyiv, nos estágios iniciais do conflito.

A guerra de atrito no Donbass – o coração industrial da Ucrânia – é mais significativa nas cidades gêmeas de Severodonetsk e Lysechhansk, que ficam em ambos os lados do rio Seversky Donets, na província de Luhansk.

Oleksiy Aristovich, conselheiro de Zelensky, disse que a batalha lá “entra em algum tipo de clímax assustador”.

O governador da província de Luhansk, Serhiy Gaidai, disse na quinta-feira que as forças ucranianas estão defendendo Severodonetsk e os assentamentos próximos de Zolote e Vovsherovka, mas que as forças russas capturaram Loskotivka e Ray Oleksandrivka no sul.

Centenas de civis estão presos em uma fábrica de produtos químicos em Severodonetsk, enquanto a Ucrânia e a Rússia disputam quem controla a cidade bombardeada.

Moscou diz que as forças ucranianas na cidade estão cercadas e cercadas. Mas Gaidai disse à televisão ucraniana na quarta-feira que as forças russas não estavam no controle total de Severodonetsk.

Gaidai disse que toda Lysychansk estava ao alcance do fogo russo.

“Para evitar o cerco, nosso comando pode ordenar que as forças recuem para novas posições. Pode haver um reagrupamento depois da noite passada”, disse ele.

Separatistas apoiados pela Rússia disseram que Lysichansk agora está sitiada e sem suprimentos depois de tomar uma estrada que liga a cidade à cidade de Seversk, informou a agência de notícias TASS.

A Reuters não pôde confirmar imediatamente a notícia.

O Ministério da Defesa britânico disse que algumas unidades ucranianas provavelmente se retiraram para evitar serem cercadas.

“As forças russas estão colocando o enclave Lysichansk-Severodonetsk sob crescente pressão com esse avanço… Mas seus esforços para alcançar um cerco mais profundo para controlar o oeste de Donetsk Oblast ainda estão paralisados”, disse o ministério no Twitter.

READ  'Histórico': Planos climáticos globais agora podem manter a temperatura abaixo de 2°C, diz estudo | crise climatica

Na marcha

Zelensky disse que conversou com 11 líderes da UE na quarta-feira sobre a candidatura da Ucrânia e fará mais ligações na quinta-feira.

“A história está a caminho”, disse a executiva-chefe da UE, Ursula von der Leyen, falando antes da cúpula de dois dias da UE em Bruxelas.

“Não estou falando apenas da guerra de agressão de Putin. Estou falando dos ventos da mudança soprando mais uma vez em nosso continente”, acrescentou.

Além da Ucrânia, a Moldávia e a Geórgia também buscam ingressar na União Europeia no que seria a expansão mais ambiciosa desde que os países do Leste Europeu foram recebidos após a Guerra Fria.

A Rússia há muito se opõe a laços mais estreitos entre a Ucrânia, uma ex-república soviética, e grupos ocidentais como a União Europeia e a aliança militar da OTAN.

Diplomatas dizem que a Ucrânia levará uma década ou mais para cumprir os critérios de adesão à União Europeia. Mas os líderes da UE dizem que o bloco deveria fazer um gesto reconhecendo o sacrifício da Ucrânia.

Registre-se agora para obter acesso ilimitado e gratuito ao Reuters.com

Reportagem dos escritórios da Reuters. Escrito por Angus McSwan; Edição por Mark Heinrich

Nossos critérios: Princípios de Confiança da Thomson Reuters.